23 setembro 2009

Viveka chudamani

shankara ensina

Do prefácio:
A Jóia Suprema do Discernimento é um texto clássico do Vedanta a respeito do caminho para Deus através do conhecimento. Seu ensinamento básico é o de que só Deus é a realidade que a tudo permeia; a alma individual não é outra senão a alma universal.

Shankara (686-718 d.C.) representa uma fonte proeminente da sabedoria oriental. Ele desfruta de enorme popularidade devido à maneira clara e racional com que aborda temas relacionados com a religião.

No entanto, como este livro irá mostrar, ele também era capaz de grande devoção. Renúncia, discernimento, autocontrole - são estas as suas senhas. Alguns talvez não se agradem da sua austeridade, sobretudo nas partes iniciais do diálogo que ele mantém com um provável discípulo; mas é justamente essa severidade que serve de valioso corretivo para os perigos do sentimentalismo fácil.

Shankara não tem ilusões a respeito deste mundo de Maya; ele condena seus aparentes prazeres com uma franqueza brutal. Por essa razão é que ele consegue descrever com tanta intensidade a completa transformação do universo que acontece diante dos olhos do iluminado, na qual o mundo se toma, de fato, um paraíso. Depois de árduos embates, o discípulo da Jóia Suprema alcança a realização, e o livro de Shankara termina com a magnífica explosão da sua alegria.
Viveka chudamani, uma das obras fundamentais de Shankara e da tradição advaita, disponível para download na seção de ebooks deste blog.

.
link da imagem

2 comentários:

Leonardo disse...

O Viveka Cudamani é uma obra interessante, mas ainda menor em relação aos comentários de Sankara para os clássicos. É uma pena que no Brasil, quando se fala em vedanta, chega-se no máximo ao Sankara! É incrível que uma filosofia que tem como "função" des-cobrir a realidade, acaba por se tornar limitada devido ao ambiente em que é estudado...

Aqui no Brasil, vedanta é igual a Sankara, e quantas vezes ouço isso sendo repetido...

Bem, humildemente, tenho feito um trabalho diferente. Mas é bom saber que tem gente interessado nestes assuntos. Parabéns!

Abraço.

PS: cheguei aqui pelo O Individuo.

Christian disse...

Obrigado por seu comentário, Leonardo.

Eu ainda estou me iniciando nesses estudos e, por isso, ainda não sei discernir o que de fato é superior. Dicas serão bem-vindas.

Abraços.