19 novembro 2011

Para que não haja dúvidas


Vinyasa não é yoga.
Ashtanga Vinyasa Yoga não é yoga.
Hot Yoga não é yoga.
Hatha Yoga Contemporâneo não é yoga.
Iyengar Yoga não é yoga.
Power Yoga não é yoga.
Meditação do Yoga não é yoga.
Vedanta não é yoga.
Budismo não é yoga.
Ayurveda não é yoga.
Yogaterapia não é yoga.
Yoga em cordas não é yoga.
Yoga em duplas não é yoga.
Yoga com blocos, cadeiras, bolsters e cintos não é yoga.
Yoga na parede não é yoga.
Yoga para mulheres não é yoga.
Yoga para crianças não é yoga.
Yoga para idosos não é yoga.
Yoga para gestantes não é yoga.
Yoga para surfistas não é yoga.
Yoga para os olhos não é yoga.
Yoga facial não é yoga.
Yoga do riso não é yoga.
Yoga hormonal não é yoga.

Antes que lhe ocorram as usuais réplicas, antecipo-me:

1) Sim, isso é mais necessário do que você imagina.
2) Isso não é opinião, mas a descrição de um fato.
3) Portanto, acuse-me de ter sido breve, não de ter faltado com a verdade. Numa outra ocasião posso esclarecer em vez de apenas citar. Uma dica está na imagem que abre este post.
4) Toda crítica deve ser precedida pela reflexão.

7 comentários:

Gabi disse...

M.U.V I,25: " A unificação (estabilização) da respiração, da mente e (dos órgãos dos) sentidos e o abandono de todas as formas de existência, isso é chamada de Yoga".

Infelizmente o que é 'vendido' como Yoga, passa longe de ser Yoga.
Tem Yoga pra tudo, mas nenhum do que é vendido por aí mostra a prática que leva à moksha. O que é ótimo para quem vende o 'método' milagroso, já que enche o rabo de dinheiro, e para quem pratica é um anestésico e mais uma ilusão.
'Seja vegetariano, pacífico, tenha saúde, aprenda a não ter conflitos no seu relacionamento, conquiste seus objetivos e seja feliz'.

Não sei se eu sou muito crítica, mas nenhuma dessas fórmulas milagrosas me atraiu, em 5 anos pesquisei muitos lugares, de espaços alternativos, academias e até método mais famoso do país.
Acredito até que não tenho nem como discutir sobre Yoga, porque pratico a pouquíssimo tempo (uns 2 meses e meio no máximo), porém acho que tem algo de muito errado no que é ensinado na maioria dos lugares e é espantoso a maneira como as pessoas são atraídas por essas fórmulas de bem estar, ou elas estão realmente desesperadas ou engolem tudo sem questionar.


Este blog é um dos melhores (se não o melhor) sobre Yoga.
Leio desde o ano passado, inclusive foi de grande ajuda, quase desisti no começo da prática por não conseguir fazer asana, mas como você já disse em posts anteriores, os 'asanistas' raramente chegam à iluminação.

Não deixe de postar, como leiga digo que esse blog é uma luz no fim do túnel nessa terra de ninguém que é a internet.

Christian disse...

Gabi,

muito obrigado pelo seu comentário. É sempre bom encontrar quem nos compreenda.

Estude, pratique, continue. Filtradas as «extravagâncias» das últimas décadas, o yoga é um belo caminho, que merece ser conhecido e perpetuado.

Rodrigo Chede disse...

Christian, sabe que compartilhamos da mesma opinião nesse assunto.
Mas já que cita tanto o que "não é" Yoga, não seria interessante dar uma idéia a quem é leigo do que É afinal o Yoga ? :)

(e hahaha, Yoga "em cordas" eu ainda não tinha ouvido falar...o que é isso ? Fazer ásana se equilibrando na corda bamba ? rs)

Christian disse...

Em grande medida o yoga é um caminho negativo: o esforço é no sentido de eliminar os obstáculos, as impurezas, tudo aquilo que não é. Se este processo é cumprido adequadamente, o que resta? Resta aquilo que É.

Sobre o «yoga em cordas», trata-se de um tipo de ginástica em que as pessoas se penduram e realizam posturas corporais inspiradas nos asanas. Deve ser divertido como aula de circo.

Quil disse...

Sim. Porque o que É já está desde todo o sempre!

Orochimaru docapeta disse...

sahaja yoga é yoga?

Christian Rocha disse...

O que é sahaja yoga?